Notícias

Entidades apresentam ao secretário executivo propostas para a valorização da carreira e da Polícia Civil

Posted by:

15 de janeiro, 2019

As entidades que representam os delegados de polícia do estado de São Paulo – ADPESP e SINDPESP – se reuniram, nesta segunda-feira, 14/1, com o secretário executivo da Polícia Civil, Youssef Abou Chahin. Em pauta, medidas para combater o crime organizado, corrupção, melhorar o atendimento nas delegacias da mulher (DDMs) e valorizar a instituição policial.

Uma das propostas discutidas foi a recomposição do efetivo da Polícia Civil, que hoje apresenta um déficit de 13.479 policiais, que corresponde a 32% do efetivo previsto em lei.

Liderados pelos presidentes da ADPESP, Gustavo Mesquita, e SINDPESP, Raquel Gallinati, os diretores das duas entidades abordaram reivindicações entregues ao governador Marcio França, no ano passado, como a readequação do valor da ajuda de custo para alimentação.

Ex-delegado geral de Polícia, agora secretário executivo da PC, Youssef Chahin informou que o governo realizará novos estudos de impacto orçamentário das reivindicações dos delegados e demais carreiras policiais civis.

Acrescentou que há um ambiente favorável na nova gestão. O governador João Doria e o secretário de Segurança Pública, general João Camilo Pires de Campos, têm interesse em conhecer e avaliar o custo orçamentário de cada medida proposta pelas entidades.

Depois de ressalvar que a nova equipe tem poucos dias de trabalho, Youssef estimulou as entidades a encaminharem os pleitos da categoria, que prometeu estudar.

Defendeu ainda a continuidade do diálogo das entidades com o governo do Estado.

No encontro, a ADPESP e o SINDPESP voltaram a oferecer sugestões para endurecer o papel da Polícia Civil no combate à corrupção e ao crime organizado, com inteligência, e para melhorar o atendimento nas delegacias de Defesa da Mulher (DDM).

As entidades defendem a criação, nas 70 seccionais de polícia, de setores especializados no combate à corrupção, a exemplo da pioneira Guaratinguetá, que há três anos implantou um bem-sucedido braço de combate aos crimes do colarinho branco.

Na semana passada, a Seccional de Jaú instituiu um Secold – Setor Especializado de Combate aos crimes de Corrupção, Crime Organizado e Lavagem de Dinheiro.

Também participaram da reunião com o secretário executivo da Polícia Civil, Youssef Chahin, na Secretaria de Segurança Pública, os diretores da ADPESP Fernando David Gonçalves, Dario Elias Nassif e Arnaldo Rocha Junior, que também é diretor do SINDPESP.

0