Notícias

Delegados do DEINTER 1 recebem diretoria da ADPESP

Posted by:

2 de setembro, 2019

Os delegados de São José dos Campos e região receberam o presidente e o secretário geral da Associação para um encontro, na última semana de agosto. Além de buscar um relacionamento mais próximo com os associados, a iniciativa tem como objetivo detalhar as ações desenvolvidas pela ADPESP e ouvir as demandas dos colegas de classe.

Gustavo Mesquita Galvão Bueno falou sobre o trabalho que a atual gestão vem desenvolvendo a fim de restabelecer a entidade financeiramente, enquanto luta pela valorização da Polícia Civil paulista, pontuando também as mudanças no governo estadual. “Durante o período eleitoral, recebemos na ADPESP os principais candidatos à eleição do governo – João Doria, Marcio França e Paulo Skaf. Foi uma oportunidade importante para apresentarmos nossos estudos, pleitos e abrir um canal de diálogo com o poder público”, pontuou o presidente.

O acompanhamento acerca da promessa de aumento para as polícias no estado de São Paulo também foi abordado. “O governador João Doria marcou para 31 de outubro o anúncio sobre o aumento salarial para as Polícias Civil e Militar. Até lá, continuamos esclarecendo ao governador o tamanho de nossa desatualização salarial”, disse o presidente. O secretário geral da ADPESP, Fernando David de Melo Gonçalves, detalhou o andamento da reforma da Previdência, explicando a atuação da entidade em Brasília, junto aos senadores.

Além de detalhar as demais ações, a reunião abriu espaço para que os associados pudessem falar dos desafios enfrentados no dia-a-dia, as especificidades da região e apresentar suas demandas. Todos os pleitos e propostas apresentados serão debatidos pela diretoria e transformados em planos de ação para os próximos meses de trabalho.

SECCOLD

O presidente da ADPESP também destacou os resultados alcançados pelo Setor Especializado de Combate à Corrupção, Crime Organizado e Lavagem de Dinheiro (SECCOLD) em Guaratinguetá, pioneiro no estado. “Dos 23 inquéritos abertos pelo SECCOLD, 19 resultaram em indiciamento e no restante dos casos a denúncia não foi procedente. Resultados como esses devem ser alardeados, uma vez que responde aos anseios da sociedade, que não admite mais a impunidade”, enfatizou.

Mesquita ressaltou ainda a iniciativa corajosa do delegado seccional de Guaratinguetá, Marcio Ramalho, de investir na criação do Setor: “Atualmente, a criação do SECCOLD depende da vontade direta dos seccionais, mas a ADPESP defende que o combate à corrupção seja uma política de estado. Investir em novas unidades do SECCOLD permitiria uma ‘Lava-Jato’ em cada região do estado de São Paulo”.

O encontro com os delegados de São José dos Campos e região foi realizado em 29 de agosto, na sede do DEINTER 1. Reunindo cerca de 30 pessoas, o evento contou com uma palestra sobre segurança digital e tecnologia forense.

 

 

0