Notícias

Corrupção e sonegação roubam quase 10% do PIB do Brasil

Posted by:

A corrupção drena de R$ 200 a R$ 400 bilhões de recursos públicos, por ano, segundo cálculos apresentados no Fórum da Inteligência Aplicada no Combate à Criminalidade (IACC), nesta segunda-feira, 12/11, em São Paulo.

Estudo da Fundação Getúlio Vargas (FGV) citado pelo delegado federal Marcelo Freitas, eleito deputado federal (MG), estima que a corrupção já desvie o equivalente a 5% do PIB brasileiro, aproximadamente R$ 330 bilhões de reais.

Órgão do governo federal encarregado de combater práticas delituosas no âmbito do executivo, a Controladoria Geral da União confirma a estimativa, mas indica que o total de recursos sonegados é ainda maior que o dinheiro desviado pela corrupção. Na conta da CGU, o total de recursos sonegados chega a R$ 415 bilhões, por ano.

O Sindicato Nacional dos Procuradores da Fazenda Nacional calcula que o valor total da sonegação fiscal é ainda maior. Segundo o Sonegômetro, mantido pela entidade, neste ano de 2018, o volume de recursos sonegados chegou, hoje, a R$ 494,8 bilhões.

Ou seja, num cálculo conservador, o volume total de recursos públicos desviados somaria de R$ 615 bilhões a R$ 815 bilhões, por ano – de 9,3% a 12,3% do PIB, soma de todas as riquezas produzidas pelo Brasil em 2017, cerca de R$ 6,6 trilhões.

O total de presos por corrupção e outros crimes do colarinho branco no Brasil corresponde a apenas 0,12% da população carcerária. Ou seja, 864 num total de 720 mil presos.

O presidente da ADPESP, Gustavo Mesquita, defendeu que o combate à corrupção seja reforçado pelas polícias estaduais. Para tanto, a Polícia Civil deve ser tratada de acordo com sua atribuição constitucional de Polícia de Estado e não de governo.

0