Notícias

Cármen Lúcia traça meta de alcançar, em agosto, mil júris contra réus de feminicídio

Publicado em: 17 de Jul de 2018

A presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia, traçou como meta alcançar, em agosto, o total de mil sessões de júri contra réus de feminicídio no Brasil. O prazo traçado por ela mesma foi os dias 20 a 24 de agosto, quando acontece a 11ª Semana Justiça pela Paz em Casa.

Desde a primeira edição, em 2015, foram realizados 995 júris de feminicídio e tentativa de homicídio contra mulheres.
Cármen Lúcia, que também comanda o Conselho Nacional de Justiça, passou a recomendação aos coordenadores estaduais da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar.

De acordo com um estudo do CNJ, o número de ações contra feminicídio baixadas por juízes cresceu 18% em 2017 na comparação com o ano anterior. No mesmo período, cresceu em 12% o total de processos de violência contra a mulher.

Apesar dos avanços, o número de feminicídios no Brasil tem se mantido alto. De acordo com o mesmo estudo, os assassinatos de mulheres aumentaram 8,8% em um período de dez anos. Além disso, os tribunais têm dificuldades para atender à demanda: dos cerca de 10,7 mil casos em tramitação no ano passado, o número de sentenças não passou de cinco mil.

Fonte: Jovem Pan