Notícias

Sucateamento da Polícia Civil é exposto à vice de Paulo Skaf

Publicado em: 29 de Ago de 2018

A diretoria da Adpesp, representando também o Sindpesp, recebeu hoje a visita da tenente-coronel PM Carla Danielle Basson, candidata à vice-governadora na chapa do empresário Paulo Skaf, do MDB.

A coronel Carla perguntou aos diretores sobre o sucateamento da Polícia Civil. Foi informada de que a corporação se ressente da falta de mais de 13.000 policiais, o que corresponde a um déficit de 31% em relação ao quadro previsto em lei.

A candidata observou que o déficit afeta os serviços prestados pela Polícia Civil à população e também o trabalho da PM, afetada, segundo ela, por um déficit de 10.000 policiais militares.

Bacharel em direito, formada também em ciências policiais e de ordem pública, a coronel Carla contou que tem um irmão investigador da Polícia Civil.

Ela comandava o 11o Batalhão de Polícia Militar do Interior (BPMI), em Jundiaí, Itapeva e Cabreúva, quando recebeu o convite de Skaf para se tornar vice em sua chapa.

Participaram do encontro com a postulante do MDB o presidente da Adpesp, Gustavo Mesquita, o vice-presidente Abraão Kfoury, o secretário de relações institucionais, Dario Elias, o tesoureiro Rodrigo Lacordia e o secretário-geral Fernando Gonçalves.

Anteriormente, a Adpesp e o Sindpesp se reuniram com os candidatos ao governo do estado e entregaram uma carta com sugestões para reduzir a criminalidade. As duas entidades também receberam a candidata à vice do governador Márcio França, coronel Nikoluk, da PM.