Apenas cinqüenta dias medeiam idealização e constituição formal da Academia de Ciências, Letras e Artes dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo. 

Residindo em Campinas, e já aposentado, o expositor, a 8 de julho daquele anos de 1987, manteve contato telefônico com o Dr. Maurício Henrique Guimarães Pereira, dado seu apreço ao mesmo – por laços em misto de velha amizade e alto respeito profissional – solicitando-lhe seu recebimento e dizendo-lhe genericamente, de sua finalidade em constituir uma academia agregada por Delegados de Polícia – encontro esse efetivado dois dias após, na Delegacia Especializada de Acidentes de Trânsito, no Parque Ibirapuera, ocasião em que, discutidos aspectos vários, foram-lhe passadas às mãos cópias de anteprojetos de Estatutos Sociais e de Regimento Interno da idéia que se materializava, já adrede compostos.

Pedia-se-lhe auscultasse, junto ao meio cultural da classe, da receptividade desse projeto e de suas possibilidades de sucesso.

Pedia-se-lhe, também, sua condução, de forma independente, do processo inicial de seleção de grupo de Delegados de Polícia interessados na fundação da Academia, convidando os merecedores, designando lugar e dia para os necessários entendimentos.

Dessa forma, acolhida com entusiasmo aquela proposta, deu-se, na manhã do dia 13 do mês seguinte, agosto, o encontro de estréia dos fundadores do sodalício, na sede da Associação, sala da presidência, reunindo colegas intelectuais e artistas, convidados para o evento, dentro do delicado trabalho preparatório ordenado e desenvolvido pelo Dr. Maurício Henrique Guimarães Pereira, no garimpar inicial, ressalte-se, da lavra cultural e artística da classe.

Não se redigiu ata desse encontro, servindo-se o narrador, de suas próprias anotações. Nele, nesse encontro, sob sua condução e decisiva mediação do Dr. Maurício, discutiu-se texto por texto, aquele anteprojeto de Estatutos Sociais, assim compondo-se, por decisão unânime do plenário – em virtude de algumas alterações sofridas por referido ordenamento – novo corpo de regras, projeto de Estatutos Sociais.

Esses mesmos Delegados de Polícia voltaram a se reunir duas semanas após, dia 27 de agosto de 1987, às nove horas da manhã, ainda na sede de Associação, oportunidade em que “foi acordada a fundação da Academia de Ciências, Letras e Artes e a aprovação dos estatutos”, eis que nenhuma modificação fora proposta ao projeto nascido na reunião preparatória do último dia 13, então assim convertendo-se ele nos próprios Estatutos Sociais da novel entidade.

Ainda nessa assembléia constitutiva, procedeu-se à formação de Comissão Especial de Redação do Regimento Interno, integrando-a os acadêmicos Amir Neves Ferreira da Silva, Celso Telles e João Milanez da Cunha Lima – mister esse efetivado a 15 de outubro, quando, dentro dos trabalhos da terceira sessão ordinária, foi, o projeto apresentado à casa – após algumas modificações feitas em seu texto – unanimemente aprovado pelos presentes.

Elegeu-se também, por aclamação, a primeira Diretoria, a qual ficou assim constituída:

  • Presidente: Uassyr Martinelli
  • Secretário Geral: Francisco Guimarães do Nascimento
  • Primeiro Secretário: Benedito Nunes Dias
  • Segundo Secretário: Guido Fonseca
  • Primeiro Tesoureiro: Newton Fernandes
  • Segundo Tesoureiro: José Francisco Seta

Estava, assim – sendo 27 de agosto de 1987 – fundada a Academia de Ciências, Letras e Artes dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo.

Seus fundadores:

  • Abrahão José Kfouri Filho
  • Amir Neves Ferreira da Silva
  • Benedito Nunes Dias
  • Bismael Batista de Moraes
  • Braz Giudice Netto
  • Carlos Alberto Marchi de Queiróz
  • Celso Telles
  • Coriolano Nogueira Cobra
  • Cyro Braga
  • Francisco Guimarães do Nascimento
  • Guido Fonseca
  • João Milanez da Cunha Lima
  • José Francisco Seta
  • Manoel Messias Barbosa
  • Maurício Henrique Guimarães Pereira
  • Murillo de Macedo Pereira
  • Newton Fernandes
  • Roberto Maurício Genofre
  • Uassyr Martinelli

O tempo foi passando e, na conformidade do Estatuto Social e no Regimento Interno a Academia de Ciências e Letras dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo – Acadpesp, como apêndice da Associação dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo – Adpesp, sobressaindo-se, de forma respeitosa e honrosa, no cumprimento de seu mister, com somatória de renomados Delegados de Polícia do Estado de São Paulo, ocorrendo novas apreciações dos fundadores, visando o número de 40 (quarenta) Patronos e Cadeiras a serem ocupadas, fatos ocorrentes em 11 de junho de 1992 e em 23 de novembro de 1995, com a efetivação de membros ocupantes de todas as quarenta cadeiras. Ressalte-se que no ano de 2005, ocorreu a eleição da primeira Delegada de Polícia, no sodalício, como sucessora da Cadeira 36, a Doutora Miriam Pereira Baptista.

Importa mesmo é ressalvar que a Acadpesp, um sodalício constituído por pessoas responsáveis pela difusão dos saberes relacionados às ciências, letras e artes, numa organização agregada por Delegados(as) de Polícia, também em suas funções de escritores (as), quer em obras e artigos relativos às ciências jurídico-sociais, mormente os relacionados ao trabalho policial, propriamente dito, ou seja, relativamente à Polícia, como na literatura nacional, nas artes, impõem-se ressaltar os(as) poetas, cronistas, ensaístas, músicos(as), pintores(as), escultores(as) etc, enfim, intelectuais e humanistas, entre tantos Delegados(as) de Polícia de São Paulo que, embora não ocupem cadeiras neste sodalício, são igualmente detentores(as) desses talentos, contudo, os(as) atuais componentes da Acadpesp, fundadores, sucessores(as) seguindo os que deixaram, certamente também deixarão legado no fortalecimento da cultura e da arte literária na essência intelectual da Polícia Civil do Estado de São Paulo, a exemplo do que ocorre com academias congêneres, cujo objetivo de nobreza e riqueza são consideráveis, afinal, academia, nada mais significa do que uma comunidade cultural ou científica engajada na mais alta educação e pesquisa.  (27/9/2014 – Ano Comemorativo de 27 anos de fundação da ACADPESP).

BIÊNIO 2017  2018
Presidente Carlos Noel de Mello – Cadeira 39
Secretário Geral Milton da Silva Ângelo – Cadeira 31
1º Secretário Bismael Batista de Moraes – Cadeira 9
2º Secretário Miriam Pereira Baptista – Cadeira 36
1º Tesoureiro Robinson Fernandes – Cadeira 35
2º Tesoureiro Cloves Rodrigues da Costa – Cadeira 38
Bibliotecário Marcos Antonio Gama – Cadeira 6

 

Comissão de Contas

Jaqueline Makowski de Oliveira Bariani – Cadeira 18

Edson Luis Baldan – Cadeira 26

Antonio José Romano Curia – Cadeira 28

Comissão de Redação da Revista

Antonio Carlos de Castro Machado – Cadeira 37

Roberto Mauricio Genofre – Cadeira 10

Carlos Alberto Marchi de Queiroz – Cadeira 11

Comissão de Bibliografia

Carlos Afonso Gonçalves da Silva – Cadeira 22

Edemur Ercílio Luchiari – Cadeira 21

Mario Leite de Barros Filho – Cadeira 27

Os PATRONOS do sodalício, em número de quarenta, são de nomes de Delegados de Polícia dos mais representativos da classe, cujos critérios preponderantes foram cultura das ciências, da literatura e das artes. Obviamente demandou busca, pesquisa, estudo, reflexão enfim trabalho. Notadamente impõe-se o crédito ao acadêmico Guido Fonseca, à época, também titular da Cadeira 32 da Academia Paulista de História, autor de importantes obras nessa área, em mergulhar no acervo da Polícia Civil de São Paulo, para a escolha desses nomes indicados pelos fundadores das cadeiras, feito à pinça, dentre tantos nomes e foi-lhes o próprio talento. O resultado por ele obtido, destacou pessoas dedicadas à Instituição Policial Civil a que serviram, valendo a máxima: “Eles engrandeceram-na e ela engrandeceu-se, por eles”. A confirmação dos nomes dos patronos sempre unânime pelo plenário – no caso do quadro dos patronos – dos nomes propostos, endossou a seleção procedida, servindo-lhes de sustentação a bibliografia de cada um deles, sessão acontecida a 10 de dezembro de 1987, quando foram escolhidos os primeiros vinte e um merecedores da honraria, procurando-se completar a listagem efetivamente em 11 de junho de 1992, face nova apreciação de nomes para se chegar ao número de quarenta cadeiras, o que ocorreu finalmente inteirada em 23 de novembro de 1995.

Paralelo aos nomes dos patronos, outros quarenta nomes são dos ACADÊMICOS, fato acontecido em 23 de novembro de 1995, com a eleição dos dois últimos integrantes, os Delegados de Polícia Carlos Noel de Mello e Alberto Corazza, fundadores, respectivamente, das cadeiras 39 e 40. O tempo foi passando e, assim, em porfias culturais, com pleitos sucessivos, conquistadas cadeira a cadeira, em virtude da ocorrência dos falecimentos de acadêmicos, como o do próprio historiador dos patronos, o Acadêmico Guido Fonseca, a Academia de Ciências, Letras e Artes dos Delegados de Polícia – Acadpesp – sobreviveu, face ao talento de seus membros efetivos, inclusive com participação de Delegadas de Polícia, sendo ela auxiliada por sua mantenedora, a nossa Associação dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo – Adpesp, que completa o jubileu de platina, aos 65 anos de fundação, enquanto que a nossa Academia, embora dependendo da efetivação, de três vagas existentes, em processo de apreciação de seus sucessores, completa 27 anos de profícua existência, neste ano de 2014, com o atual quadro de componentes:

ACADÊMICOS

1. Patrono: Benedito Dalmo Florence | }Fundador: Uassyr Martinelli (Titular)

2. Patrono: Ruy Tavares Monteiro | Fundador: Benedito Nunes Dias | 1º Sucedido: Vicente Lopes | Titular: José Geraldo da Silva

3. Patrono: Aulo Marcondes Homem de Melo Lacerda | Fundador: Francisco Guimarães do Nascimento | Titular: Marco Antonio Desgualdo

4. Patrono: Amando Franco Soares Caiuby | Fundador: Abrahão José Kfouri Filho (Titular)

5. Patrono: Emygdio Álvaro de Britto | Fundador: Cyro Braga | Titular: Joaquim Dias Alves

6.  Patrono: Ignácio da Costa Ferreira | Fundador: Maurício Henrique Guimarães Pereira | Titular: Marcos Antonio Gama

7.  Patrono: Laudelino de Abreu | Fundador: Manoel Messias Barbosa | Titular: Orlando Miranda Ferreira

8. Patrono: Durval de Villalva | Fundador: Celso Telles | Titular: Haroldo Ferreira

9. Patrono: Raymundo Álvaro de Menezes | Fundador: Bismael Batista de Moraes (Titular)

10. Patrono: João Amoroso Netto | Fundador: Roberto Maurício Genofre (Titular)

11. Patrono: João Leite Sobrinho | Fundador: Carlos Alberto Marchi de Queiroz (Titular)

12. Patrono: Arthur Leite de Barros | Fundador: Braz Giudice Netto | Titular: Luiz Carlos Pires

13. Patrono: Francisco de Assis Carvalho | Fundador: Guido Fonseca | Titular: Dionísio Pires de Andrade

14. Patrono: Coriolano Nogueira Cobra | Fundador: Newton Fernandes | Titular: Fernando Pinto Silva

15. Patrono: Augusto Gonzaga | Fundador: Murillo de Macedo Pereira | Titular: Alberto Angerami

16. Patrono: Afonso Celso de Paula Lima | Fundador: Amir Neves Ferreira da Silva | Titular: José Oswaldo Pereira Vieira

17. Patrono: Eduardo Tavares do Carmo | Fundador: José Francisco Seta (Titular)

18. Patrono: João Batista de Souza | Fundador: Luiz Prado | Titular: Jaqueline Makowski de Oliveira Bariani

19. Patrono: Leandro Bezerra Monteiro | Fundador: Valter Fernandes (Titular)

20. Patrono: Octávio Ferreira Alves | Fundador: Antonio Manino JR. | Titular: Joaquim Nogueira da Costa

21. Patrono: Raphael Cantinho Filho | Fundador: Edemur Ercílio Luchiari (Titular)

22. Patrono: Humberto Sá de Miranda | Fundador: Adipe Abmussi | 1º Sucedido: João Kiss Paterno | Titular: Carlos Afonso Gonçalves da Silva

23. Patrono: Eduardo Lousada da Rocha | Fundador: Guilherme Pires de Carvalho e Albuquerque | Titular: Octacílio de Oliveira Andrade

24. Patrono: Antonio Bráulio Ribeiro Mendonça Filho | Fundador: Cleto Marinho de Carvalho | Titular: Milton José Triano

25. Patrono: Franklin de Toledo Piza | Fundador: Antonio Oscar Guimarães (Titular)

26. Patrono: Geraldo Mangella Cardoso de Melo | Fundador: Luiz Carlos Rocha | Titular: Edson Luis Baldan

27. Patrono: Ascânio Cerqueira | Fundador: Paulo José de Azevedo Bonavides | 1º Sucedido: Paulo Novaes de P. Santos | Titular: Mário Leite de Barros Filho

28. Patrono: Thyrso Queirolo Martins de Souza | Fundador: Antonio José Romano Curia (Titular)

29. Patrono: Artur Xavier Pinheiro e Prado | Fundador: José Carlos Gomes | Titular: Adherbal Gomes Figueiredo

30. Patrono: Cisalpino de Souza e Silva | Fundador: João Ranali | Titular: Higor Vinicius Nogueira Jorge

31. Patrono: Anor Scatimburgo | Fundador: Humberto da Silva Ramos | Titular: Milton da Silva Ângelo

32. Patrono: José Sigmaringa de Moraes Cordeiro | Fundador: Ary José Bauer | Titular: Ariovaldo Felix de Melo

33. Patrono: Rafael Américo Ranieri | Fundador: Jorge da Silva Lemos | Titular: Maria Clementina de Souza

34. Patrono: Nestor Sampaio Penteado | Fundador: Viriato Correa da Costa | Titular: Nestor Sampaio Penteado Filho

35. Patrono: Antonio Ribeiro de Andrade | Fundador: Ravengar Pereira Marcondes | Titular: Robinson Fernandes

36. Patrono: Alfredo Eugênio de Paula Assis | Fundador: Horácio José Guerra | Titular: Miriam Pereira Baptista

37.  Patrono: Luiz Colombo D’Ávila Florence | Fundador: Antonio Carlos de Castro Machado (Titular)

38. Patrono: Braz Di Francesco | Fundador: Antonio Carlos da Silva | Titular: Cloves Rodrigues da Costa

39. Patrono: João Carneiro da Fonte | Fundador: Carlos Noel de Mello (Titular)

40. Patrono: Virgílio Nascimento | Fundador: Alberto Corazza (Titular)

MEMBROS HONORÁRIOS
ANDRÉ RICARDO HAUY – Delegado de Polícia e Secretário Geral da Adpesp
ANTONIO CARLOS MOREIRA DUARTE – Presidente da Academia de Letras da AFPESP
ANTONIO LUIS RIBEIRO MACHADO – Presidente da Cadeira de Letras – AFPESP
CELSO JATENE – Delegado de Polícia e Secretário de Esportes de São Paulo
DOMINGOS PAULO NETO – Delegado de Polícia
FRANCISCO DE PAULA LEÃO – Delegado de Polícia Aposentado
GERALDO NUNES – Jornalista e Radialista na Rádio Estadão
JARIM LOPES ROSEIRA – Escrivão de Polícia Aposentado e Presidente da IPA-BRASIL
JOÃO ANTONIO PINTO – Delegado de Polícia Aposentado
LUCIUS LOTFALLAH MIZIARA – Delegado de Polícia Aposentado
MARCELO DE LIMA LESSA – Delegado de Polícia
MARILDA AP. PANSONATO PINHEIRO – Delegada de Polícia e Presidente da Adpesp
MILTOM PEREIRA DOS SANTOS – Delegado de Polícia Aposentado
ORLANDO PADOVAN – Delegado de Polícia Aposentado
OSCAR VILHENA VIEIRA – Professor Diretor da Escola de Direito de São Paulo da FGV
PAULO PLANET BUARQUE – Advogado
PAULO ROBERTO ROBLES – Delegado de Polícia Aposentado
RENATO BELLO – Delegado de Polícia Aposentado
RENATO FUNICELLO – Delegado de Polícia Aposentado
RICARDO CARDOZO DE MELLO TUCUNDUVA – Desembargador do TJSP e Professor da ACADEPOL
RINA RICCI CAGNACCI – Agente de Telecomunicações e Professora da ACADEPOL
THEREZA LIMIERI GUIMARÃES – Diretora na Secretaria da Fazenda/Aposentada
INTEGRANTES  DA ACADEMIA PAULISTA DE LETRAS – APL
ADA PELLEGRINI GRINOVER – Cadeira 9
ANNA MARIA MARTINS – Cadeira 7
ANTONIO PENTEADO MENDONÇA – Cadeira 32
CELIO DEBES – Cadeira 4
EROS ROBERTO GRAU – Cadeira 11
IVES GANDRA DA SILVA MARTINS – Cadeira 31
JOSÉ FERNANDO MAFRA CARBONIERI – Cadeira 26
JOSÉ RENATO NALINI – Cadeira 40
LYGIA FAGUNDES TELLES – Cadeira 28
PAULO NATHANAEL PEREIRA DE SOUZA – Cadeira 12
INTEGRANTES  DA ACADEMIA BRASILEIRA DE LETRAS – ABL
CÍCERO SANDRONI – Cadeira 6
LYGIA FAGUNDES TELLES – Cadeira 16
PERSONALIDADES INTERNACIONAIS
EDMUNDO MAGALHÃES CARNEIRO – Músico Percussionista Internacional
Mme. HÈLÉNE CARRÉRE d’ENCAUSSE – Secrétaire Perpetue’l da Academia Francesa
MARCEL STAELEN  – Chefe de Corps – Police Boraine- Bruxelas – Bélgica
MEMBROS HONORÁRIOS IN MEMORIAM
ADOLPHO TIOSSI BERNARDES
ALTINO DA SILVA MENDES
EMBAIXADOR ÉMERIC LÉVAY
EMBAIXADOR SÉRGIO CORRÊA DA COSTA
ERWIN THEODOR ROSENTHAL
ESTHER DE FIGUEIREDO FERRAZ
JOSÉ RENÊ MOTA
JOSEFINA SCARAMUZA
NEMR JORGE
ODILON NOGUEIRA MATOS
SENADOR ROMEU TUMA
SOLON BORGES DOS REIS
WANDERICO DE ARRUDA MORAES